quarta-feira, 18 de março de 2009

Trilho do Turio - Serra da Cabreira

A NOSSA ESTREIA NOS TRILHOS DOS CALCANTES
Já há muito tempo que queríamos partilhar o nosso gosto pela montanha com alguém que era “veterano” no pedestrianismo, até que esse dia chegou, e lá fomos nós para uma grande aventura…. E que aventura essa…
Eram cerca das 08h45 quando nos concentramos junto à casa do Pedro (chefe, pelo menos é o que lhe chamam). Aí fomo-nos apresentando aos poucos uns aos outros, à medida que foram chegando. Após uns breves minutos lá nos pusemos a caminho, mas não por muito tempo, pois a primeira paragem fez-se logo passado dois minutos para um cafezito, e depois sim, seguimos em direcção ao centro de Vieira do Minho, sim, ao centro, pois ainda não se sabia lá muito bem onde era o começo do nosso trilho.
Chegados a Vieira do Minho, o Zé dirigiu-se ao centro de turismo onde lhe foi dito o local de início, o Parque de Campismo da Cabreira, e assim foi, dirigimo-nos para lá.
Como de costume, e ao que parece o tio Zé Rui lá apareceu com uns croissants, mas mais uma vez não havia para toda a gente (para a próxima já sabes, levas 20) …
Acabados os croissants lá tentamos iniciar a nossa aventura, sim tentamos, porque naquele parque não existia nenhuma indicação do nosso trilho, mas como aventureiros que somos lá nos metemos a caminho…
E depois de já termos caminhado cerca de 3kms, ora para trás, ora para a frente, lá encontramos o inicio do nosso trilho, foi um momento digno de se partilhar… Estando já no Trilho do Turio, junto à Casa do Guarda, um pouco degrada sim, mas numa zona envolvente que lhe dava um certo destaque, lá continuamos e continuamos, sempre com a boa disposição de todos, mas tem de se louvar aqui o fala-barato que é o Zé Rui (aquele homem se não existisse teria que ser inventado) pois é mesmo uma espécie em vias de extinção…
O caminho lá se fazia, ora subíamos, ora descíamos, ora íamos calados, ora falávamos ( à excepção do Zé Rui que nunca fechou a matraca), mas o certo é que chegamos todos ao ponto do nosso almoço bem dispostos mas com um relógio na barriguinha a fazer tic-tac…
Lá almoçamos e depois tivemos o momento do café e do licor (ao que nos disseram de cereja) que o nosso amigo Zé levou e caiu que nem um luva…
Acabado o café e licorzinho, a marcha prosseguia, e mal sabíamos nós, os que nos esperava…
Subir, subir e subir…
Mais uma grande aventura, mais um engano no percurso (dizem que a culpa foi do Joel), será???
Mas valeu a pena todo aquele esforço, quer dizer, aqueles que caíram no meio do mato não devem dizer o mesmo, nem o Zé Rui, que tinha aquelas pernas num santo Cristo, mas tudo fica bem quando acaba bem, não é assim??…
E assim foi, chegamos ao cimo de toda aquela íngreme subida…
Continuamos com a nossa caminha, até que uns foram ficando para trás, e aí o Zé pegou no seu walki talki e disse ao Joel para vir para trás, pois o Zé queria ir ver a paisagem ao cimo de um monte…
Mas como eles já estavam um pouco “muito” à frente lá se ficaram e esperaram por nós…
Um dos momentos altos da caminhada, foi quando chegamos ao pé do restante grupo, que se encontrava no Parque de Merendas da Serradela”, e lá estava mais uma vez o nosso Zé Rui, a meter conversa com uns senhor ( ao que parece trabalha no parlamento do Luxemburgo), mas política à parte, no meio de conversa puxa conversa, o Zé Rui é que ganhou mais uma cervejinha, fino…
Aí foi tirada a foto do grupo, e acreditem ou não, aquilo parecia uma árvore de natal com tantos flashes, nem a festa dos OSCARS têm tantas luzes…
E lá continuamos nós para o fim da caminhada, que ainda se avistava um pouco longe, mas com este grupo fora de série, nem o cansaço que sentíamos nos vencia..
Pouco a pouco a nossa caminhada aproximava-se do final..
Chegamos novamente ao parque de Campismo da Cabreira, onde ainda faltava assar a chouricinha do Zé ou do Joel, não sei bem…
Mas mais uma vez, o Zé Rui tinha que se sair com uma, e diz ele “Eu quero comer a chouriça na casa do Pedro” e depois de alguma indecisão lá nos pusemos a caminho e nos encontramos novamente em casa do Pedro, onde fomos muito bem recebidos pela pequenina (muito pequenina mesma) e linda Ana Pedro, e depois de alguma conversa, lá veio o Zé com a sua chouriça assada…humm…que bom Zé…
Bem vamos deixar de tanta conversa, até porque esta caminhada já chegou ao fim, mas podemos dizer, que foi um domingo muito bem passado, na companhia deste maravilhoso grupo…
Só nos resta dizer um MUITO OBRIGADA pela vossa companhia e um ate breve…
Montanhas amigas para todos dos iniciados Calcantes,
Carina e Jorge
Clara e Nun
o


8 comentários:

Francisco Nuno disse...

De grau medio :) mas muito bom, parabéns a todo o grupo, que criou um aviente 5 estrelas neste trilho do Turio na Serra da Cabreira, para o procimo podem contar mais uma vez comigo. Um grande abraço para todos. Ate uma próxima amigos.

Anónimo disse...

Ò carina, clara,antão não fecho a matraca? ides ber se fores na próxima com 20 km, não bos bou ajudar a subir o monte. os Vossos queridos Jorge e Nuno ( arre... parecia-me Jorge Nuno Pinto da Costa)que vos levem ao carrachuço!e se quiserem croissants do zé ruy chouriçinha do Móina ou licorzinho do Zé (Pepe) tragam de casa... eh, eh.
Adorei o domingo passado convosco, são jovens como vós que enchem de orgulho!!!
Um beijinho para as meninas e um esgano para os namorados.

Vosso novo e para sempre amigo

Zé Ruy

Anónimo disse...

gostaria de saber como chegaram a pequenada de Gaia e Maia!
Gostaram?
Arrancaram parecendo o Aryton Sena e chegaram como os benfiquistas a jogar á bola, cansados e cheios de sono!

Estão prontos para outra? sim?
Então venham!

saudações dos calcantes

Zé Ruy

Anónimo disse...

Boas,

Gostaria de registar que a caminhada foi fantástica, passada com um grupo incrível, no qual eu destacaria, como é evidente, o Zé Rui. Não poderia de deixar de referir o Zé Rui, pois é a 2ª caminhada que faço com ele, e realmente tenho de admitir que, apesar de ele ser um fala-barato, é uma mais-valia para o grupo, pois está sempre bem-disposto e pronto a ajudar…

Aproveito para dar os parabéns a todos, e deixar uma sugestão, quanto à próxima caminhada: Como temos agendado uma caminhada para o dia 26 de Abril, e ainda falta um mês, sugeria que organizássemos uma caminhada intermédia, a qual deixo ao critério de todos vós o local e a data.

Fico a aguardar noticias,

Cumprimentos,
Sérgio Sá

Anónimo disse...

o da maia aguarda por novos desafios

Zéruy disse...

Então todos dizem que sou fala-barato! isso não se diz seus ingratos! anda um desgraçado a acordar cedo para comprar no Bom- Gosto os croissants, matando a fome matinal a estes desalojados montanheses e não agradecem(adeus bolinhos loirados picelados a mel... Adeus... Adeus até ao meu regresso!
Agora a intermédia como vai ser?
falo um quilómetro e no outro fico calado e depois falo novamente, é isso intemédia?falo intermédio? rais parta que não percebo nada...
Obrigado Sérgio e a todos que gostam da minha companhia, mas se eu brinco sempre é porque estou com pessoas boas e com muito valor humano, acreditem que sou uma pessoa bem disposta mas não brinco com qualquer, um simplesmente os calcantes tem tido sempre valores acima da média e por isso digo eu muito abrigado a todos!não esqueçemos do tio Zé(Pepe) dos licores com o seu trabalho impecável que perde, prejudicando-se sem se queixar para mostrar-nos no blog e a boa disposição do grupo, o Móina sempre bem disposto e a fazer que se engana pelo caminho 8 ainda vou torçer-te o pescoço, ai vou...) e o Chefe Pedro que não tem podido
estar presente mas sempre ancioso no espírito e na alegria de nos ver chegar e terminar mais uma des etapas. ( gabei-te, na próxima quero mais chouriça em tua casa e o espumante será bruto? certo chefe Bruto! oh, deculpa-me chefe Pedro queria dizer! sai-me sem querer...) e tú Sérgio serás mais um dos raros amigos que tenho orgulho de te colocar no meu meio, se tú aceitares claro( és adulto, culto e achas piada a mim...não deves funcionar da tola ou então és engenheiro! porque não é qualquer pessoa que me acha engraçado, quanto ao fala-barato...pronto! eu assumo... tás contente?engenhereco de ponte de papel!)
São palavras de gente mais jovens que nos acham graça na nossa sincera boa disposição sem nos tornarmos um fardo para vocês, se não for mais nada,servimos para taraguelear e falar pelos cotovelos, mas sempre a rir e a brincar...

BIBA OS CALCANTES!!!BIBÀAA! BIBÀAA
mais uma Bés! BIBÁAA! outra! BIBÁAAAg
agora Biba Eu!! desapareçe!!Hu!Hu!HU!!

Obrigado juventude, um abraço deste sempre jovem fala-barato

" SER MONTANHISTA É UMA HONRA, MAS SER CALCANTE É UM PRIVILÉGIO"
Zéruy

Anónimo disse...

Então camaradas,já tenho saudades das caminhadas,quando nascer a Mafaldinha vamos ver se retomamos o exercício.Já vejo que a equipa cresceu.Parabéns pelo blog continua sempre muito bom.

Irmãs de Lemenhe

Anónimo disse...

BOAS DE REGRESSO APÓS UMA CURTA PAUSA, MAS JÁ COM A PROXIMA EM MÃO.
e ESTOU PARA VER SE AS BOTAS DE UM TAL QUE SE DIZ DE VALENTE VÃO AGUENTAR DESTA.
eSTOU A BRINCAR ELE ATÉ FICA CANSADINHO EM ALGUMAS MAS NÃO SE DESCAI.
BJ........