sábado, 3 de abril de 2010

Dia Nacional da Juventude 28 de Março de 2010

Depois de vários convites feitos pela minha prima Patrícia, decidi, juntamente com a minha prima Maria João participar numa aventura com o grupo Calcantes. Escolhi este dia porque era o dia da juventude e foi uma forma de comemorar o dia de uma forma mais saudável. Não sei se era por motivo da minha ansiedade em participar, mas não consegui dormir muito bem nessa noite. Mas, o facto de ter tido uma insónia não foi o motivo do nosso atraso, a culpa foi da mudança de hora, mesmo assim o atraso não foi assim tão grave e pouco depois das 09:30 lá estávamos no ponto de encontro. Como fomos os últimos, as apresentações foram rápidas sem grandes conversas, mas deu para verificar que não conhecia mais ninguém para além da minha prima e da tia Albana. Tal como nós, a tia era uma novata nestas andanças. Dividimo-nos em três carros e como no carro da minha prima Patrícia sobrava um lugar, esse mesmo foi ocupado pelo Daniel. Foi uma companhia muito agradável, mas penso que ele ficou um pouco traumatizado, os gostos musicais dele e da minha prima eram totalmente diferentes e passou a vida a gozar a Patrícia. Contudo, quase ao chegar ao local a minha prima lá decidiu trocar a sua Kizomba por U2 conseguindo desta forma agradar os gostos musicais do Daniel. Chegados ao destino, a primeira coisa que fizemos foi comer alguma coisa, eu aproveitei logo para ver o que a minha prima e a minha tia tinham trazido, deixando o meu lanche para mais tarde. Recarregadas as baterias demos início à caminhada e depois de termos andado um pouco, uma senhora da qual eu não me recordo do nome, levava um cachecol do Benfica e colocou-o por cima da mochila do Daniel. Ele não achou muita piada à brincadeira pareceu-me que era tripeiro (FCP), mas eu achei o máximo, o SLB é o meu clube de eleição. Aproveitamos também o facto de ser o domingo de ramos para oferecer às madrinhas presentes, uns ramos muito originais, mato, granjas secas e ervas eram as plantas escolhidas, não sei se elas gostaram, mas o que conta é a intenção. De todo o percurso, o que mais agradou, tanto a mim como à minha prima João foi o rio por onde passamos. A vontade que tivemos foi de dar um mergulho, pois o calor começava a apertar e aqueles cursos de água a isso convidavam. Almoçamos numa casinha de madeira já nos passadiços das lagoas, aí para além de apreciarmos os petiscos uns dos outros aproveitamos também para conviver um pouco. Eu não senti grandes dificuldades em todo o percurso, mas o mesmo já não posso dizer da minha prima João. A maior dificuldade dela não foi o cansaço, mas sim, ter verificado que não existe casa de banho no meio da natureza para fazer o xixizinho. Depois de muito andar e de tanta aventura lá chegamos ao ponto de partida, mas antes de regressarmos a casa, aproveitamos para visitar o centro onde pudemos descansar um pouco e explorar todo o local. Terminada a visita, dirigimo-nos aos carros para dar início à nossa viagem de regresso a casa. Gostei muito da caminhada e espero em breve ter outra oportunidade como esta para fazê-lo novamente.
Um até breve
Rui Tiago (13 anos) e
Maria João (11 anos)

Dia Nacional da Juventude

1 comentário:

Francisco Nuno R Pereira disse...

Uma linda caminhada ;)abraços a todos Calcantes