domingo, 23 de janeiro de 2011

Trilho dos Currais

Como não participei na primeira caminhada do ano realizada por este grupo, coube-me a difícil tarefa de narrar este dia de verdadeira aventura. Digo difícil, porque nada aconteceu com a habitual naturalidade o que se torna um feito histórico na vida deste grupo de amigos. Supostamente iríamos realizar uma caminhada para os lados de Montalegre, mas qual foi a minha surpresa ao chegar ao local combinado que isso já não iria acontecer, o “chefe” Pedro não podia acompanhar-nos. Ainda ponderou-se a realização da mesma, mas como o número de elementos era reduzida e a vontade de realizar inúmeros quilómetros para lá chegar era zero, optou-se por outro destino. Após alguns minutos de debate sobre o direcção a tomar, encontrou-se como alternativa, Trilho dos Currais na Serra do Gerês. Rapidamente nos organizamos e partimos rumo ao objectivo. Contudo, os imprevistos começaram mal as nossas botas tocaram piso serrano. Durante todo o percurso do início ao fim (não estou a exagerar) aconteceram factos espantosos, desde a falta de organização do Francisco (que não é habitual) à sua fase Zen a ouvir U2 onde nada nem ninguém o conseguia fazer distrair. Bem… mas isto não fica por aqui, a Clara foi outro caso, conseguiu no meio da natureza fazer inveja a muita bailarina profissional, dançou sem pudor a música do Emanuel “ Ritmo do Amor”, não sei se a moça está a treinar para futuramente participar em algum reality show (bem … só visto). Mas, os acontecimentos não ficaram por aqui, desde poses fotográficas do pior a temas de conversa bem animadas e quando digo animadas não estou a exagerar. Bem…não queria atribuir culpas, mas considero que a fruta do Zé pode ter sido responsável por isto tudo… mas enfim… lá terminamos o percurso sem grandes dificuldades e com boa disposição. Porém, os acontecimentos não se ficaram por aqui, uma vez volvidos à nossa querida localidade e após uma breve tertúlia com o “chefe” sobre o nosso dia, apercebemo-nos de um feito digno do livro do Guinness, conseguimos nesta caminhada estar mais tempo parados do que a andar… Eu cá tenho a minha razão nada aconteceu como é hábito, mas que foi divertido lá isso foi. Até à próxima aventura !!!


Patrícia Costa

Trilho dos Currais

Sem comentários: